01/10/2017

Primeiras Impressões: Nunca Olhe Para Dentro - Amanda Ágatha Costa


 Olá, leitores! No post de hoje darei minhas primeiras impressões de Nunca Olhe Para Dentro, novo livro da autora brasileira Amanda Agatha Costa. Se você curte um bom romance com personagens bem construídos, recomendo que leia o post até o fim :) 



Nome: Nunca Olhe Para Dentro
Autora: Amanda Ágatha Costa
Ano: 2017
Lançamento: 03/10/2017, na Amazon.
Gênero: Romance / Drama
Sinopse: Nem sempre a vida é colorida como um quadro ou suave como uma pincelada, às vezes é o contrário de tudo isso. Depois de perder os pais em um acidente de carro aos oito anos de idade, a única coisa que Betina precisa fazer é encontrar o responsável por ter destruído sua família na noite que daria início à sua próspera carreira como pintora. Agora longe dos pincéis e das paletas, ela está focada em terminar a primeira graduação e procurar na justiça um pouco de consolo para o caos que o seu passado ainda traz. Ao lado de seus amigos e sob o teto de uma tia que a detesta, ela perceberá de que cores as pessoas são feitas, e do quanto é realmente necessário olhar para dentro de tudo aquilo que a assombra, mesmo que para isso precise passar por uma inesperada decepção.

 Romance pode não ser um dos gênero em que estou acostumado a me aventurar, mas Nunca Olhe para Dentro conseguiu me chamar a atenção apenas com a sinopse. Desde que li sobre o livro no facebook da própria autora, venho acompanhando de perto para ver se o livro realmente vale a pena. E eis que a autora inicia uma ação de primeiras impressões! Não perdi a chance e fui logo me dispondo para analisar os primeiros capítulos a fim de contar pra vocês o que eu achei.


 O livro começa narrando a trágica cena do acidente que fez de Betina uma garota orfã. Na volta da primeira exposição dos quadros da garota, seu paí tenta desviar de um motorista imprudente e acaba jogando o próprio carro em um lago denso e escuro, gerando um acidente do qual apenas Betina saiu viva. E, para piorar, o acidente não levou somente os pais da garota; sua paixão por pinturas, sua felicidade e até seu ânimo para a vida afundaram junto ao automóvel, deixando-a totalmente desamparada diante de um mundo sem cor ou esperanças. Indo morar com a tia que não economiza na hora de agredi-la verbalmente, Betina cresce com a esperança de que um dia possa ter vingança contra a pessoa que causara o acidente que destruiu toda a sua vida. 


Já com seus 20 anos, acompanhamos a garota dividindo o tempo entre seu curso de psicologia, uma vida infernal ao lado da tia que lhe detesta, e momentos de alivio e prazer ao lado de seus dois melhores amigos; Paula e Caio. Em menos de 40 páginas já consegui me situar no enredo, pegando o ponto principal da trama e conhecendo os personagens e suas motivações á fundo. Betina, a protagonista, conseguiu passar uma visão ampla das coisas, sem restringir a narrativa á sua forma de pensar ou de agir. Fiquei curioso quanto aos próximos passos dela. 


 Apesar do drama pesado, Nunca Olhe Para Trás tem cenas divertidas e extasiantes que acabaram deixando o livro convidativo para quem teve esse primeiro contato. A única coisa que realmente me incomodou foi o exagero das injustiças contra a Betina - o tratamento de sua tia ficou um pouco exagerado e difícil de acreditar, e a reação submissa da menina me deixou com a mesma impressão. Mas, como li apenas o começo, não levarei isso como ponto negativo - afinal, a autora pode ter feito isso intencionalmente para poder desenvolve-la melhor mais adiante.


Minha impressão final de Nunca Olhe para Dentro foi extremamente positiva - a narrativa, a construção dos personagens, o desenvolvimento do enredo e vários outros fatores me deixaram animado para continuar a leitura. Não irei pensar duas vezes em compra-lo dia 3 de outubro quando for lançado na Amazon! E vocês, se interessaram? Comentem! :) 


7 comentários:

  1. deve ser um livro muito bom
    estou completamente apaixonada pela fotos!

    ResponderExcluir
  2. Gostei da maneira como descrveum a história. Acho está plataforma da Amazon um Boa oportunidade para surgirem novos autores. Até me animei a conhecer o restante da história.
    Ótimas fotos. Valorizaram o post

    ResponderExcluir
  3. Menina o lançamento foi hoje. Já já ele está na minha biblioteca do kindle e vou poder descobrir o que acontece. Eu não achei forçado a tia dela ser uma mala. Acho que vai ter a explicação mais pra frente e a submissão dela é porque ela evita conflitos.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  4. Olá
    A capa do livro está linda e tem um ar bem misterioso e sombrio que chamou minha atenção, gostei de suas primeiras impressões, agora aguardo o livro é a resenha completa :)

    ResponderExcluir
  5. Olha, que curioso, a resenha foi apenas da parte disponível do livro! Achei que a resenha foi bem minuciosa, embora se trate de uma leitura parcial. E isso é um desafio e tanto...
    Abraços!
    https://teofilotostes.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  6. UAU!!! Quero ler esse livro. Parece ser muito bom. Adoraria ter a chance de o ler. Faz pouco tempo que leio romances e não são todos que gosto, mas a sua resenha prendeu-me a este romance.
    Um beijinho
    www.magianaspalavrasbypaula.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  7. Tenho ficado muito impressionada com os livros brasileiros atuais. Nossos autores têm se empenhado muito. É claro que ainda temos muitos clichês. Essa coisa de menina órfã, acidente de carro, lago, tudo muito repetitivo. Acho que os autores brasileiros precisam se desvincular da literatura americana, principalmente, e criar, deixar a mente solta para uma coisa nova. O Brasil tem muito a oferecer.
    Mas enfim, de qualquer forma, não deixa de parecer um livro interessante. Vou dar uma conferida.
    ateoriadaslaranjas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir