Olá, Leitores! Hoje dou inicio a coluna #Lido com "A Outra Face", livro de estréia do renomado autor Sidney Sheldon. O livro, lançado no brasil em 1970, narra a investigação de um crime envolvendo um psicanalista e seus clientes. Confira meus comentários! 

A Outra FaceNome: A Outra Face (The Naked Face)
Autor: Sidney Sheldon
Editora: Record
Ano: 1970 (Edição de 2011)
Páginas: 239
Classificação★★★ (3,4 Estrelas)
Sinopse: O livro conta a história de Judd Stevens. Psicanalista bem sucedido, ele se vê subitamente imerso numa rede de intrigas que pode lhe custar a liberdade... e a vida. Duas pessoas de seu circulo pessoal foram assassinadas. Terá sido obra de algum de seus pacientes? Talvez um neurótico movido por uma louca compulsão? Entre os suspeitos estão uma atriz decadente e ninfomaníaca, um pai de família com tendências homossexuais, um empresário problemático, uma jovem misteriosa e, por que não, até mesmo o próprio Dr. Stevens... Se não conseguir penetrar na mente deste perigoso assassino, o psicanalista pode ser preso. Ou, algo ainda mais aterrador, ele pode ser a próxima vítima. Antes que o assassino volte a atacar, Dr. Stevens precisa revelar sua identidade e expor suas emoções, medos e desejos. 
 Positivo //  Negativo //   Neutro

▲ Personagens: Um dos pontos que mais me agradaram em "A Outra Face" foi, sem dúvidas, a caracterização dos personagens. Já em seu romance de estréia, Sheldon constrói maravilhosamente bem a trama ao redor de seus protagonistas. Por narrar  um crime relacionado a um psicanalista, conhecemos um pouco de cada um de seus principais pacientes. Temos uma ninfomaníaca, um homossexual que não se aceita, uma estrela de Hollywood em decadência, e por ai vai. Para quem estuda psicologia, é um prato cheio. Nota 4,0

Cenário: O autor não detalha basicamente nada sobre o cenário em que o livro é narrado. Apesar de comentar superficialmente os locais, ele não construiu nada interessante ou memorável. Parece dispensável, mas uma das coisas que mais ajudam um livro a se tornar memorável são os locais em que ele é narrado. Nota: 2,0

 Desenvolvimento: Apesar da parte psicológica deixar o livro interessante, o autor abusou pouco da imaginação na hora do suspense. Nos 50% do livro eu já tinha descoberto 80% do grand finale. Talvez na época em que tenha sido lançado, o livro tenha gerado duvidas nos leitores, mas hoje, com tantos livros seguindo essa mesma linha, acabou ficando batido. Porém, ainda assim o livro conseguiu me prender. Cada capitulo puxava o próximo, fazendo da leitura rápida e prazerosa. Nota: 3,5

▲ Escrita: Por ser um livro com quase 47 anos desde o seu lançamento, imaginei que a escrita de Sheldon seria detalhada e enfeitada. Mas, surpreendentemente, encontrei uma escrita direta e sem rodeios. Sua narrativa é rápida e fácil, não exigindo muita atenção do leitor durante a leitura. Seus nomes, únicos e divergentes, ajudaram na hora da memorização. Nota: 4,0

▼ Final: Como eu disse, o livro acabou sendo previsível da metade pra frente. O autor conseguiu me surpreender com o envolvimento da mafia nas coisas, mas, de resto, seguiu exatamente a linha da qual imaginei. Nota: 2,0

 Edição: A minha edição, lançada pela Record em 2011, é bastante satisfatória. As letras são de um tamanho confortável, e o material usado foi de qualidade. Vale o investimento para uma leitura prazerosa. Nota 4,5

Comentário Geral: Apesar de previsível, adorei a leitura. Não foi um livro do qual esperei muito, tampouco ele me surpreendeu, mas algumas características o tornaram interessante. Tenho mais alguns livros do autor aqui, e posso dizer que a outra face me deixou animado para lê-los. Recomendo pra quem gosta de um bom livro investigativo, mas não espera muita coisa dele. Uma ótima leitura para uma tarde chuvosa.

Nota Final: 3,4

4 Comentários

  1. Olha eu de novo!
    Amore, posso dizer com toda segurança do mundo: nota mil para essa coluna.
    Amei e espero por mais, achei que ficou até mais claro.
    Beeijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado mesmo, bia!
      Que bom que gostou da coluna. Estava meio inseguro quanto á falta de explicação, mas vou procurar ir aperfeiçoando haha

      Abraço!!

      Excluir
  2. Gosto muito do gênero e muitas pessoas falam bem do Sidney, mas ainda não li nenhum. Preciso comprar alguns.
    Adorei a coluna. <3

    http://lerantesdedormirblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Narah!
      Super indico que leia Sidney, apesar das falhas foi uma leitura bastante prazerosa!

      Abraços :)

      Excluir